Loading

 

     Eh…, eh…,eh…,eh…eh…! Essa eu não poderia deixar de comentar!!!

     Está rolando nas redes sociais, principalmente em grupos de WATZAPP na cidade de Magé, um documento da SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE, mais precisamente da COORDENAÇÃO DE FISCALIZAÇÃO EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA, datado de 19 de outubro de 2018.

     Vamos ao teor do documento:

     “Com os nossos cordiais cumprimentos, vimos através deste informar que em cumprimento da RDC Nº 33/2011 (ANVISA) em consonância com a resolução 001/2118, por determinação da SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE, em cumprimento a Lei Municipal 1913/2007 (Código Municipal de Vigilância Sanitária), portaria MS/GM 1.405/2006.

     RDC 33/2011 Art. 2º determinar medidas efetivas de prevenção, controle e Vigilância Sanitária dos riscos à saúde dos trabalhadores e da população em geral. Fica terminantemente proibido o velório de fiéis nas dependências da Capela e Igrejas da Paróquia e solicitamos que essa determinação seja encaminhada a Mitra Diocesana de Petrópolis, para que seja encaminhada para V.Exª Rev., Dom Gregório Paixão, para que essa norma seja comunicada a outras Paróquias adjacentes ao Município de Magé”.

     Bem…! Isso posto, é importante que façamos algumas perguntinhas básicas a nosso nobre alcaide.

     No primeiro parágrafo estão as determinações por lei (resoluções) federal e municipal que diz que a prefeitura na qualidade da secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária estão a cumprir, o que é justo, mas, quais seriam os riscos à saúde que a população venha a sofrer diante a um velório, seria o fato de algum, “presunto”, esteja com alguma doença infecto-contagiosa e seus parentes e amigos que estejam velando seus corpos, também estejam expostos a tais contaminações? Isso não é explicitado no documento, mas como todos sem exceção, inclusive os que assinam o documento também podem velar parentes ou amigos, também possam nesse momento estarem expostos as tais doenças aqui especuladas. Isso só pode ser uma brincadeira, vocês não acham…?!

     Da mesma forma o documento está meio confuso, no trato; de que paróquia o documento fala? Seria todas as paróquias do município mageense? digo isso por que no final do documento é dito que é “para que essa norma seja comunicada a outras Paróquias adjacentes ao Município de Magé”. ADJACENTES AO MUNICÍPIO OU NO MUNICÍPIO?

     ADJACENTE: Aquilo que está situado ou lado de; que se encontra junto a; vizinho.

     Outra perguntinha…o documento também foi endereçado a outras instituições religiosas ou foi só para templos católicos?

     Para terminar, eu não poderia deixar de consultar um amigo advogado renomado na cidade e um outro amigo, Juiz de Direito Penal, que foram categóricos em dizer que tem algo errado aí. (os consultados pediram para não serem expostos). Um deles me mandou um texto curto e grosso, aliás, ele leu o documento da prefeitura, para que não haja nenhuma dúvida.

Respeito aos mortos por direito aos vivos!!!

Um oficio da prefeitura, dirigido as igrejas da cidade e adjacências(?!) proíbe a realização de velórios em igrejas e capelas. A Vigilância Sanitária da prefeitura acha que está acima da vontade da família dos mortos, a quem exclusivamente cabe escolher onde velar seus entes? Ou acha que manda no interior das igrejas, que são propriedades da MITRA DIOCESANA?

A medida parece ilegal até mesmo se pensamos na dignidade das famílias“.

     EM TEMPO: Diante a provável distorção que trata o documento acima, é pertinente dizer que, quem o lê pode achar o que quiser a respeito, inclusive que a medida, hora descabida, venha a beneficiar a alguém,  seria asas funerárias? Nesse caso também podemos supor que determinados “difuntos”, também não serão mais velados em GINÁSIOS POLIESPORTIVOS gentilmente cedidos pela prefeitura a determinadas famílias na hora dessa horrorosa dor. Já ia me esquecendo, a ordem foi só para a diocese petropolitana, “extensivo as adjacências”!!!

 

 

1 COMMENT

  1. Se o nosso querido estivesse preocupado com a saúde dos munícipes começaria em dar dignidade aos trabalhadores que limpa as ruas do nosso município de chinelo sem nenhuma proteção, sem falar nos que recolhe o lixo, e o lixao que o mesmo reabrie sem dar explicações, saneamento básico inexistente em nosso município, agua que bebemos contaminada de fezes e a vacol que você só “o segue desintupir puero sem abaixar as calcas para algum tarada da prefeitura, isto cheira acordo com as funerárias agora desgraça de gestor que se quer respeita a dor das pessoas e as pessoas que velam seus parentes em igreja eles são religiosos e normalmente é a pedido da fama desgraça de gestão

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here